Publicado em

O que comer no pós-treino by Maria Gama

A atividade física, aliada a uma alimentação saudável é fundamental para uma vida saudável, para o nosso bem-estar, boa disposição e energia. Ter uma alimentação saudável é essencial para a recuperação do exercício, sendo por isso fundamental que a alimentação no pós-treino seja ajustada a cada pessoa, uma vez que as necessidades energéticas variam entre cada um de nós.

Além disso, é importante não esquecer que toda a alimentação durante o dia seja controlada, de forma a conseguir ao seu objetivo, não se preocupando apenas com a alimentação depois do treino. As sugestões que vamos dar de seguida, têm de ser adaptadas consoante a própria pessoa. Estas sugestões podem ser todas feitas de antecedência para levar na marmita, de forma a facilitar o seu dia-a-dia e ter as refeições pós-treino preparadas para comer após o exercício. Ou seja, de forma a que não seja necessário passar no café e optar por bolos ou folhados.

Além disso, nunca se esqueça de ter:

Alimentação completa, variada e equilibrada: É importante que todos os alimentos sejam incluídos no dia alimentar, de uma forma equilibrada e de acordo com as necessidades energéticas individuais. Com isto quer dizer que, se deve garantir todos os nutrientes em quantidade suficiente, nomeadamente energia para não ocorrer um défice energético diário, e vitaminas e minerais que são importantes no metabolismo das proteínas.

Ingestão proteica diária: É essencial que exista um consumo correto de proteína diariamente, através de carne/peixe, ovos, lacticínios ou derivados e leguminosas. No entanto, evite as confeções ricas em gordura.

Alimentação pré e pós-treino: Caso exista a prática de exercício físico, a hipótese de ingestão de proteína antes e após o treino deve ser considerada, ou discutida com um profissional da área. É importante a existência destas refeições quando praticamos exercício físico de forma a promover uma correta recuperação. No entanto, é também essencial perceber que tipo de exercício e com que intensidade o fazemos, pois se fizermos uma simples caminhada, não se justificam alterações significativas na alimentação.

Horas de sono: O descanso e as horas de sono são essenciais para uma boa recuperação muscular. No entanto, nem sempre lhes é dado essa importância, uma vez que muitas vezes não garantimos as horas de sono suficientes, mas é durante esse período que ocorre parte da regeneração muscular após exercício. Já para não falar que quando não descansamos o suficiente, a vontade de treinar é logo menor.

______________________________________________

Rita Barreto | Still Photography

Nutricionista Maria Morais Gama

Autora do blog PÕE-TE NA LINHA

Instagram

Facebook

YouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *